18/05/2024

Sertanopolis News

Nada além da verdade!

PCPR e PCSP prendem suspeito de duplo feminicídio ocorrido em Bandeirantes

3 min de leitura

Fábio Dias 2022

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) e a Polícia Civil de São Paulo (PCSP) prenderam preventivamente um homem, de 39 anos, suspeito do duplo feminicídio que vitimou Josiane Aparecida de Oliveira, de 39, e Isabela Fernanda de Oliveira Ramos, de 15, no sábado (30), em Bandeirantes, na região Norte do Estado. A captura aconteceu nesta quarta-feira (3), em Bauru, no Estado de São Paulo.

De acordo com as investigações, a motivação do crime está ligada a desentendimentos no relacionamento afetivo entre o suspeito e a vítima Josiane, em razão de desconfiança e vício em jogos online por parte do indivíduo. A vítima Isabela era enteada do suspeito.

O delegado da PCPR Michael Araújo explica que as diligências foram iniciadas assim que a equipe policial tomou conhecimento do fato. Diante da autoria, foi representada pela prisão preventiva, a qual foi expedida pelo judiciário na segunda-feira (1).

“Conseguimos identificar o paradeiro do suspeito através de imagens de câmera de segurança da rodoviária de Bauru. O Departamento da Polícia Civil disponibilizou toda a sua estrutura de investigação para realizar a prisão do suspeito e apresentar a resposta que a família das vítimas e a sociedade paranaense esperam do Estado e dos seus órgãos de persecução penal”, afirma o delegado.

Após troca de informações entre as polícias civis, o indivíduo foi localizado na rodovia SP-321, no município de Bauru. Ele será transferido para o Paraná após audiência de custódia.

O homem responderá pelo crime de duplo feminicídio qualificado por emboscada, recurso que dificultou ou impediu a defesa das vítimas, e motivo fútil. Caso seja condenado, a pena pode chegar até 30 anos de prisão para cada vítima.

CRIME- Na semana anterior ao crime, após discussões, a mulher teria expulsado o homem da residência onde moravam. Na manhã de sábado (30), o suspeito retornou ao local e encontrou a enteada sozinha.

Segundo o delegado, ambos iniciaram uma discussão, resultando na morte da jovem por esganadura e facadas na região do peito. O indivíduo trancou o quarto e ficou aguardando a esposa chegar do trabalho.

“No início da tarde, a vítima Josiane chegou em casa e encontrou o suspeito, iniciando uma nova briga. Durante o conflito, o homem desferiu golpes de faca contra ela, que não resistiu aos ferimentos”, conta Araújo.

Após o crime, o homem fugiu do local em um táxi em direção ao município de Cambará. Os corpos das vítimas foram encontrados sem vida por familiares.

INTEGRAÇÃO- Além da equipe de investigação da delegacia da PCPR em Bandeirantes, a ação contou com apoio do Grupo Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre) da PCPR e o Grupo de Operações Especiais da PCSP.

O delegado titular do Tigre, Thiago Teixeira, conta que o grupo prestou apoio na análise de dados, a fim de localizar o autor do crime. “O setor de inteligência do Tigre passou a monitorar e identificar alguns dados relacionados ao suspeito para localizá-lo. O cumprimento do mandado de prisão se deu pela integração entre órgãos de segurança pública do Paraná e São Paulo”, conclui.

DENÚNCIAS- A PCPR ressalta que trabalha constantemente no combate aos crimes contra a mulher, conduzindo investigações, solicitando medidas protetivas e realizando prisões dos autores. Além disso, solicita a colaboração da população com informações que auxiliem no andamento de investigações.

As denúncias podem ser feitas de forma anônima, pelos números 197 da PCPR ou 181 do Disque-Denúncia.

Deixe seu comentário
Compartilhe
error: Conteúdo protegido!!