18/07/2024

Sertanopolis News

Nada além da verdade!

UEM e Hospital Universitário de Maringá conquistam certificação de sustentabilidade

3 min de leitura

A iniciativa é do Instituto de Responsabilidade Social da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim). Juntas, as duas instituições apresentaram 32 ações inovadoras e diferenciadas de governança e responsabilidade socioambiental.

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) e o Hospital Universitário Regional de Maringá conquistaram um selo pelo cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). Juntas, as duas instituições apresentaram 32 ações inovadoras e diferenciadas de governança e responsabilidade socioambiental. O Polo de Inovação e Tecnologia em Saúde do Hospital Universitário foi premiado, ainda, como o melhor projeto na área de governança.

Iniciativa do Instituto de Responsabilidade Social da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim), o selo abrange três categorias: Ouro (para quem cumpre os 17 ODS), Prata (de 8 a 16 ODS) e Bronze (de 3 a 7 ODS). Nessa terceira edição, entre 401 projetos avaliados, a UEM e o Hospital Universitário foram contemplados nas categorias Ouro e Prata, respectivamente. Ao todo, foram reconhecidas ações diferenciadas de 34 instituições e empresas locais.

Lançado em 2019, o Polo de Inovação e Tecnologia em Saúde tem como objetivo desenvolver pesquisas científicas e tecnológicas, com foco em novos produtos e na melhoria de processos de assistência à saúde e serviços hospitalares. A iniciativa reúne pesquisadores da UEM, técnicos do Hospital Universitário e instituições parcerias.

A assessora Heloisa Helena Machado, que atua na gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde do Hospital Universitário, destaca a melhoria dos serviços disponíveis para a população. “As novas tecnologias na saúde promovem melhoria de processos, produtos com baixo custo e mais agilidade, contribuindo para a qualidade de serviços hospitalares, segurança de pacientes e melhoria de condições de trabalho para os profissionais de saúde”, afirma, sinalizando o uso de Internet das Coisas e inteligência artificial para acelerar a transformação digital dos hospitais.

UEM e Hospital Universitário seguem um direcionamento estratégico voltado para o fomento de ecossistemas comprometidos com a sustentabilidade, envolvendo ações de sensibilização da comunidade acadêmica para agir com responsabilidade social e ambiental.

O professor Edwin Vladimir Cardoza Galdamez, membro do Conselho de Administração da UEM, ressalta o papel da universidade na estratégia global de sustentabilidade. “Esse selo demonstra o potencial da universidade em relação ao conjunto de ações desenvolvidas para a comunidade, sendo que as medidas aprovadas pelos conselhos superiores pretendem gerar impacto na redução de problemas relacionados com a desigualdade social e mudanças climáticas, além de contribuir para o desenvolvimento sustentável”, enfatiza.

PROJETOS – O Polo de Inovação e Tecnologia em Saúde do Hospital Universitário Regional de Maringá já lançou várias soluções inovadoras, como um capacete para oxigenação de pacientes com insuficiência respiratória, muito usado nos momentos críticos da pandemia do novo coronavírus; a automação de quartos por comando de voz, com acionamento de luzes, torneiras e chuveiros; e a automação também por comando de voz para elevação de leitos e mesas ortostáticas (macas utilizadas para estimulação motora de pacientes).

A lista de inovações se estende para máscaras faciais protetoras; dispositivos para abertura de portas; um robô para o transporte de materiais hospitalares; um software para a gestão de equipamentos hospitalares; um dispositivo para o monitoramento de tanques de oxigênio e caixas d’água em tempo real; um sensor de monitoramento de temperatura e umidade de ambientes; um reboque para o manuseio de resíduos, rouparia e alimentos; e um sistema de gestão integrada de resíduos com aproveitamento energético.

GLOBAL – Os 17 ODS foram estabelecidos de forma colaborativa, com foco na Agenda 2030 da ONU, um plano global que envolve 169 metas, como um guia de ação estratégica para um planeta mais igualitário para todos. No Paraná, o Governo do Estado apoia e monitora as políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sustentável.

Agência Estadual de Notícias

Deixe seu comentário
Compartilhe
error: Conteúdo protegido!!