18/05/2024

Sertanopolis News

Nada além da verdade!

Projetos de geração de crédito de carbono azul e de prevenção contra fake news são vencedores da Febrace 2024

3 min de leitura
 Dois projetos de alunos do Colégio Visconde de Porto Seguro, em São Paulo (SP), conquistaram o primeiro lugar na 22ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), a maior mostra de projetos científicos e tecnológicos da educação básica e técnica do Brasil. Os projetos vencedores tratam de temas contemporâneos como a desinformação e eventos climáticos extremos, que, segundo o Fórum Econômico Mundial, estão entre os principais riscos para o planeta. Além dos temas relevantes de ambos os projetos, chama a atenção a abordagem aprofundada e os métodos científicos complexos trabalhados pelos alunos do Ensino Médio.

 

Vencedores da edição passada da Febrace com uma iniciativa que abordou outros aspectos da mesma temática, este ano João Pedro Sandre (17 anos) e Pietro Quinzani (18 anos) trouxeram novidades para o projeto desenvolvido, como a capacidade de se antecipar às fake news produzidas para evitar que essas notícias sejam publicadas. O projeto “Trending Fake: Análise estatística via algoritmo NER (Named Entity Recognition) das correlações entre as fake news brasileiras e os tópicos abordados no Twitter” ficou em primeiro lugar na categoria Ciências Sociais e Aplicadas. O objetivo agora foi investigar a ideia de que as notícias falsas são relativas ao período de divulgação no mundo real e acompanham os acontecimentos da sociedade em suas temáticas. O estudo utilizou um algoritmo aberto de NER (Named Entity Recognition) para identificar uma correlação moderada entre duas bases de dados, confirmando que as temáticas das fake news acompanham os movimentos da sociedade.

 

Já o projeto “Calcula-mangue: Explorando a sustentabilidade dos manguezais brasileiros com equações alométricas de carbono azul e sensoriamento remoto costeiro”, de Gabriel Pacifico Rydygier de Ruediger (18 anos), conquistou o primeiro lugar na categoria Ciências Exatas e da Terra. O aluno analisou a viabilidade da geração de crédito de carbono azul em áreas de mangue como forma rentável de preservação ambiental. Com análise de imagens de satélite e inteligência artificial, o estudo estabeleceu e comprovou um protocolo que permite converter o carbono armazenado nos manguezais em uma fonte de renda sustentável.

 

O Colégio Visconde de Porto Seguro é reconhecido por ser uma das instituições pioneiras em letramento digital no Brasil e por estimular o pensamento criativo e empreendedor dos estudantes. Os projetos vencedores foram defendidos por seus autores durante a edição de 2024 da Febrace, no Campus Butantã da Universidade de São Paulo.

 

 

 

Sobre o Colégio Visconde de Porto Seguro

Fundado em 1878, o Colégio Visconde de Porto Seguro é uma conceituada instituição de ensino do Brasil, com campus em São Paulo e Valinhos, que prima pela inovação educacional e pelo desenvolvimento de múltiplos talentos e competências dos alunos da Educação Infantil ao Ensino Médio. Comprometido com uma ampla e sólida formação pluricultural e plurilinguística, conquistou diversas certificações internacionais, como o selo de Exzellente Deutsche Auslandsschule, do governo alemão, que qualifica o Porto como uma escola alemã de excelência no exterior; a da Fundação Alemã Casa do Pequeno Cientista; a da Microsoft Education; e a da Rede de Escolas Associadas da Unesco. Em 2022, o Colégio Visconde de Porto Seguro passou a ser reconhecido como uma Escola Internacional com opções de currículos Internacional e Bilíngue, conforme o termo de acordo internacional com o governo da Alemanha.

Lucas Ardigó
Deixe seu comentário
Compartilhe
error: Conteúdo protegido!!