21/07/2024

Sertanopolis News

Nada além da verdade!

Primeiro de Maio e Porecatu recebem notebooks do Talento Tech

4 min de leitura

Foram 220 notebooks distribuídos para estudantes de 11 de municípios das regiões Norte e Norte Pioneiro no maior programa de qualificação profissional na área de Tecnologia da Informação e Comunicação do Brasil.

A Secretaria da Inovação, Modernização e Transformação Digital (SEI) entregou nesta sexta-feira (14) 220 notebooks para 11 municípios das regiões Norte e Norte Pioneiro do Paraná, participantes do projeto Talento Tech-PR, maior programa de qualificação profissional na área de Tecnologia da Informação e Comunicação do Brasil.

Os equipamentos foram entregues aos municípios de Santa Amélia, São Sebastião da Amoreira, Congonhinhas, Santa Cecília do Pavão, Santo Antônio do Paraíso, São Jerônimo da Serra, Tamarana, Primeiro de Maio, Guaraci, Porecatu e Lupionópolis. Cada cidade recebeu 20 aparelhos.

O Talento Tech foi lançado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior na última terça-feira (11) com investimento de R$ 62 milhões. Serão 150 cursos com 20 vagas cada e carga horária de 800 horas de aulas presenciais e a distância ao longo de 10 meses, com bolsas mensais de R$ 1.345 por estudante. O objetivo do programa é reter talentos na área de tecnologia no próprio Estado.

Para Alex Canziani, secretário da Inovação, Modernização e Transformação Digital, o programa é um avanço significativo para fomentar a economia do Paraná. “Este é um grande passo dado pelo Governo do Estado, que vai além da formação, visando o desenvolvimento das cidades mais carentes do Paraná através do incentivo ao mercado de inovação”, afirmou.

Canziani também mencionou que a plataforma de ensino está pronta e que as aulas estão previstas para começar em julho. “As aulas serão interativas, com o objetivo de criar um ambiente muito agradável, para que os alunos possam se envolver, participar e estar preparados para o mercado de trabalho”, explicou.

O Talento Tech vai qualificar três mil estudantes dos ensinos médio e superior de com menores Índices números do Índice Ipardes de Desenvolvimento Municipal (IPDM), que mede o desempenho econômico e aspectos de saúde e educação dos 399 municípios do Estado. No primeiro ano, serão mil alunos qualificados.

A iniciativa é fruto de uma articulação conjunta das secretarias do Planejamento, da Inovação, Modernização e Transformação Digital, da Educação, de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, e Fundação Araucária, em parceria com grandes empresas de tecnologia sediadas ou com operações no Paraná.

Cada aluno receberá um notebook, custeado pela SEI, para utilizar durante o aprendizado. Além disso, os municípios estão recebendo lousas digitais para serem usadas nas aulas presenciais. Serão 150 cursos com 20 vagas cada e uma carga horária de 800 horas de aulas presenciais e a distância ao longo de 10 meses. Cada estudante receberá bolsas mensais de R$ 1.350 (ensino médio) e R$ 1.500 (ensino superior).

O conteúdo envolve habilidades típicas de TIC, além de soft skills – termo em inglês para definir habilidades comportamentais e competências subjetivas – e o desenvolvimento de uma aplicação prática ao final dos cursos, ligada a problemas reais das empresas parceiras. O curso será coordenado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), em conjunto com outras universidades estaduais.

SELEÇÃO – O objetivo é atender alunos da rede pública dos 50 municípios com os menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Paraná nos próximos três anos. Os primeiros 1.000 já foram selecionados via edital e os demais ingressarão em 2025 e 2026.

Outra ação do projeto é a possibilidade de contratação dos alunos por empresas de tecnologia. As grandes empresas de tecnologia que firmaram parceria com o Governo do Estado, entre elas o Google, comprometem-se a contratar pelo menos 50% dos alunos formados no mesmo município de origem dos estudantes.

“A média salarial nesta área é duas vezes maior que em diversas outras áreas. A possibilidade de contratação do aluno já é fantástica, mas o projeto ainda tem a cereja do bolo: o estudante que for contratado deve permanecer em seu município, justamente para ajudar no desenvolvimento da cidade e ser um exemplo para os demais jovens”, afirmou Canziani.

MUNICÍPIOS PARTICIPANTES – As cidades que estão dentro do programa são Adrianópolis, Agudos do Sul, Almirante Tamandaré, Antonina, Bocaiúva do Sul, Brasilândia do Sul, Cândido de Abreu, Cerro Azul, Clevelândia, Congonhinhas, Cruzeiro do Sul, Curiúva, Doutor Ulysses, Francisco Alves, Guaraci, Guaraqueçaba, Imbaú, Inácio Martins, Ipiranga, Itaperuçu, Itaúna do Sul, Japira, Jardim Alegre, Laranjal, Lupionópolis, Mandirituba, Manfrinópolis, Mariluz, Matinhos, Morretes, Nova Laranjeiras, Piraquara, Pontal do Paraná, Porecatu, Primeiro de Maio, Ramilândia, Reserva, Rio Branco do Ivaí, Santa Amélia, Santa Cecília do Pavão, Santa Maria do Oeste, Santa Mônica, Santo Antônio do Paraíso, São Jerônimo da Serra, São Sebastião da Amoreira, Tamarana, Tijucas do Sul, Tunas do Paraná, Ventania e Xambrê.

Fonte: AEN

Deixe seu comentário
Compartilhe
error: Conteúdo protegido!!