27/05/2024

Sertanopolis News

Nada além da verdade!

PCPR prende homens por ameaça contra ex-mulheres em Apucarana PR

2 min de leitura

Fábio Dias 2023

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu em flagrante dois homens, de 30 e 36 anos, por ameaça contra as respectivas ex-mulheres. As prisões aconteceram na última semana em Apucarana, no Norte do Estado.

A prisão do homem de 30 anos foi realizada na quinta-feira (18), no bairro Vila Regina. O indivíduo enviou diversos áudios ameaçando a vítima.

O outro flagrante foi realizado na sexta-feira (19), no bairro Cazarin. O investigado invadiu a casa da irmã da vítima e, utilizando uma arma de fogo, ameaçou a ex-mulher e a filha.

“A importância das prisões é demonstrar que o delito de descumprimento de medida protetiva ocasiona, sim, a prisão do indivíduo, seja através da prisão preventiva, da solicitação da prisão preventiva, ou seja através dos flagrantes”, afirma a delegada da PCPR Luana Louzada.

AÇÕES DISTINTAS – Na tarde de quarta-feira (17), a PCPR cumpriu um mandado de busca e apreensão contra um homem suspeito de ameaça no âmbito da violência doméstica e familiar contra a mulher, em Apucarana.

Durante a ação, foram apreendidas uma pistola e 44 munições intactas. Os objetos foram encaminhados à Delegacia da Mulher, onde foram adotados os procedimentos de Polícia Judiciária pertinentes.

REGISTRO – A PCPR reforça a importância das mulheres denunciarem os crimes ocorridos no âmbito da violência doméstica e familiar. O Boletim de Ocorrência pode ser registrado na delegacia mais próxima ou via internet, no portal da instituição (www.policiacivil.pr.gov.br/BO). No registro presencial, a equipe irá colher todas as informações do crime e, dependendo do caso, poderá ser solicitada uma medida protetiva, que irá determinar o afastamento do agressor do convívio da mulher.

O registro online pode ser feito em casos de lesão corporal (violência doméstica), ameaça, injúria, calúnia, difamação e contravenção de vias de fato cometidos contra a mulher, nos termos da Lei Maria da Penha.

Caso o crime esteja acontecendo no momento ou em intervalo recente, a orientação é que a vítima acione imediatamente a Polícia Militar ou a Guarda Municipal.

Além disso, a população pode contribuir com informações que auxiliem em investigações contra este tipo de crime. As denúncias podem ser feitas de forma anônima, pelos números 197 da PCPR ou 181 do Disque-Denúncia.

Deixe seu comentário
Compartilhe
error: Conteúdo protegido!!