18/05/2024

Sertanopolis News

Nada além da verdade!

Duplicação da PR-445 avança na nova pavimentação e recuperação da pista antiga

2 min de leitura

Duplicação da PR-445 trabalha com nova pavimentação e recuperação de pista antiga

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), autarquia da Secretaria de Infraestrutura e Logística (SEIL), está avançando com a recuperação do pavimento da PR-445 entre Mauá da Serra e Lerroville, distrito de Londrina.

Desde o último dia 20, o tráfego de veículos da rodovia foi provisoriamente desviado para um trecho de cerca de 7 quilômetros da pista nova, permitindo o início dos serviços na pista existente, que incluem remendos profundos nos pontos danificados da base e sub-base da pista, remendos superficiais para tratar de danos somente na camada asfáltica, fresagem, reperfilagem com concreto betuminoso usinado a quente (CBUQ) e nova sinalização horizontal. A interdição atual deve durar até o final de maio.

Operações semelhantes serão planejadas em outros trechos, conforme as faixas de rolamento novas forem sendo concluídas – pouco mais de 60% das pistas novas, em segmentos não contínuos, já foram executadas, estando pendente a sinalização e drenagem superficial, entre outros serviços complementares necessários para garantir a segurança do usuário.

Outras atividades mais avançadas na obra incluem a implantação de passa-faunas e a realização de programas ambientais, como o resgate e monitoramento de fauna, monitoramento de recursos hídricos e de educação ambiental. Até o momento já foram investidos R$ 49.307.295,42 nesta empreitada.

OBRA – A obra de duplicação da PR-445 tem extensão de 27,07 quilômetros, prevendo uma pista nova com duas faixas de rolamento de 3,60 m cada, em sentido único, e acostamento externo de 2,50 m, separada da pista atual por um canteiro central de 7 m a 9 m de largura e faixa de segurança de 60 centímetros de cada lado, na maior parte do trecho. O investimento total é de R$ 148.032.561,17.

No local onde não será possível o canteiro, as pistas serão separadas por barreira rígida de concreto New Jersey, com faixa de segurança interna em cada lado. A obra inclui ainda novas pontes sobre o Rio Apucaraninha e Rio Santa Cruz, um viaduto no acesso ao município de Tamarana, retornos em nível, e correção da geometria em curvas consideradas críticas.

AEN

Deixe seu comentário
Compartilhe
error: Conteúdo protegido!!