21/07/2024

Sertanopolis News

Nada além da verdade!

Com atendimento virtual, Paraná participa de projeto-piloto que moderniza contato com Rede Sine

3 min de leitura

O Paraná foi escolhido pelo Ministério do Trabalho para participar do projeto de implantação de um novo modelo de intermediação de mão de obra, com ofertadas de vagas de forma remota, por meio de aplicativo. O novo sistema também utilizará Carteira de Trabalho Digital e E-social.

Diretores da Secretaria estadual do Trabalho, Qualificação e Renda (SETR) se reuniram nesta segunda-feira (22) com representantes do Ministério do Trabalho e Emprego e da Dataprev, em Curitiba, para formalizar a participação do Paraná em um projeto-piloto para modernização do atendimento no Sine Estadual.

Em decorrência do bom desempenho do Paraná em colocar pessoas no mercado de trabalho através das Agências do Trabalhador e postos de atendimento, o Estado foi escolhido pelo Ministério para participar do projeto de implantação de um novo modelo de intermediação de mão de obra, com maior autonomia para as empresas e também para os trabalhadores.

A mudança permitirá alcançar vagas melhores e que habitualmente não passam pelas unidades de atendimento. Além da melhoria do contato presencial, serão ofertadas vagas de forma remota, por meio de aplicativo. O novo sistema também utilizará Carteira de Trabalho Digital e E-social.

Em linhas gerais, o empregador poderá oferecer uma vaga por meio virtual e dar andamento ao processo de contratação pelo sistema digital. O trabalho de pré-seleção de candidatos, até então feito por agentes Sine, será pela própria empresa quando ela estabelece requisitos que devem constar no currículo do candidato.

O coordenador do Sine/MTE, Farley Vinícius da Silva Nunes, afirmou que objetivo do Ministério do Trabalho e Emprego com as mudanças é aproximar trabalhadores, empregadores e agências.

“Chamamos as visitas técnicas feitas aos estados de Missão Reaprosine, para mostrar que de fato desejamos uma reaproximação, pois queremos fazer um levantamento de problemas do sistema e apresentar melhorias já implantadas”, explicou. Dentre as mudanças, destaca-se o IMO (intermediação de mão de obra) por manifestação de interesse, dando maior autonomia ao empregador e também ao trabalhador.

Para o secretário de Estado do Trabalho, Qualificação e Renda, Mauro Moraes, a visita técnica dos agentes do Ministério vai ampliar ainda mais o número de colocações intermediadas pelo Sine estadual, que é referência no País.

‘‘O Paraná é o estado que mais emprega pessoas através do Sine, mantendo o primeiro lugar disparado no comparativo com outros estados”, disse. “O volume de vagas intermediadas em nossas Agências do Trabalhador durante o mês de abril equivale à soma do que os estados de São Paulo, Ceará, Rio Grande do Sul, Bahia e Mato Grosso do Sul intermediaram no mesmo período. O melhor desempenho do Sine é do Paraná”.

Em abril, o Paraná encaixou 12.680 pessoas no mercado de trabalho, com ampla vantagem sobre São Paulo (3.357), Ceará (3.289), Rio Grande do Sul (2.282), Bahia (1.920) e Mato Grosso do Sul (1.683).

O secretário aproveitou a presença da comitiva do MTE para reiterar pedido feito no início do ano pela ampliação do volume do repasse do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). “Com mais recursos oriundos do fundo, as Agências do Trabalhador e postos de atendimento serão revitalizados, com substituição de mobiliário e equipamentos antigos”, afirmou.

Agência Estadual de notícias

Deixe seu comentário
Compartilhe
error: Conteúdo protegido!!