18/05/2024

Sertanopolis News

Nada além da verdade!

Ex-moradora de rua é aprovada em vestibular da UEL de Londrina PR

3 min de leitura

Eliane Batista, 39 anos, é a mais nova caloura do curso de Serviço Social da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Ela superou a situação de rua, passou pelos serviços da Trilha da Cidadania – iniciativa da Prefeitura de inserção e assistência para pessoas que estão nas ruas – e hoje está em um serviço de acolhimento em república da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), executado em parceira com o Ministério de Missões e Adoração (MMA).

A mais nova caloura disse estar muito feliz e grata pela conquista e contou um pouco de sua história. Segundo Eliane Batista, desde os seus 18 anos de idade ela teve diversas partidas e retornos ao seu ambiente familiar, até que sua família deu um basta e, então, ela passou a viver nas ruas definitivamente. “Depois, passei por uma internação de quatro meses, fui para uma instituição da SMAS e tive várias conquistas, entre elas terminar o Ensino Médio. Depois, fiz o cursinho pré-vestibular da UEL e os professores de lá me ajudaram bastante. Estou correndo atrás dos meus objetivos, que são fazer a faculdade e ter um emprego”, afirmou.

Ela agradeceu à Secretaria Municipal de Assistência Social e aconselhou as pessoas que estão passando por períodos difíceis a procurarem ajuda. “A secretaria me ajudou muito, por meio de seus serviços e acreditando em mim. A minha relação com o serviço social é muito boa, porque temos espaço para expressar os nossos sentimentos e falar sobre as nossas necessidades. Para quem está enfrentando uma fase difícil, digo para acreditar no seu potencial e não esperar chegar no ponto que cheguei, de perder quase tudo, para buscar ajuda. Não se esqueçam de que nunca é tarde para dar a volta por cima e voltar a viver, pois ainda há muita vida pela frente”, enfatizou.

A secretária municipal de Assistência Social, Jacqueline Marçal Micali, parabenizou Eliane Batista e ressaltou que a vitória de uma pessoa que passou tanto tempo em situação de rua e hoje comemora sua aprovação em uma universidade estadual demonstra como as políticas públicas de qualidade podem resgatar a cidadania das pessoas. “A Trilha da Cidadania foi inserida em 2019 em Londrina, na gestão do prefeito Marcelo Belinati, e nada mais é do que uma junção de serviços, programas e projetos para atender a população em situação de rua de forma personalizada e dentro da necessidade de cada um”, apontou.

Foto: Divulgação

Sobre a Trilha da Cidadania – A iniciativa busca que cada pessoa conquiste o bem-estar físico e mental. A porta de entrada ocorre mediante a abordagem social, busca espontânea ou encaminhamento feito por serviços socioassistenciais, de saúde, sistema judiciário e outros. Após a regulação feita pela Central de Vagas da Secretaria Municipal de Assistência Social, a pessoa é inserida na Casa de Passagem, feminina ou masculina, onde recebe apoio emergencial e de curta duração.

Da Casa de Passagem, caso não seja possível retomar o convívio familiar ou seguir de forma independente, ela vai para o acolhimento institucional. O acompanhamento também abrange atendimentos de serviço social e psicologia, além de encaminhamento para outros serviços que forem necessários. A última fase da Trilha da Cidadania são as repúblicas, que podem ser de supervisão moderada ou leve. De forma coletiva, os moradores dessas unidades são responsáveis pela limpeza, manutenção organização do espaço e, na república leve, todos trabalham para obter sua fonte de renda e garantir sustento.

Por Dayane Albuquerque- Prefeitura de Londrina 

Deixe seu comentário
Compartilhe
error: Conteúdo protegido!!