21/05/2024

Sertanopolis News

Nada além da verdade!

Polícia Civil lança cartilha para população com orientações sobre golpes digitais

2 min de leitura

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) lançou nesta segunda-feira (1), no Dia da Mentira, uma cartilha alertando a população para não cair em golpes. O material traz informações sobre armadilhas clássicas dos golpistas e novos golpes eletrônicos, o objetivo é orientar a população sobre como se proteger e ficará disponível no link. 

O documento apresenta uma série de informações sobre variados tipos de ações criminosas e como são aplicadas pelos indivíduos. Além disso, traz o que o cidadão deve fazer caso seja vítima de um golpe.

A iniciativa tem a missão de auxiliar a população com orientações, contribuindo para que o cidadão fique atento em relação aos golpes mais comuns, se prevenindo para que não seja vítima dos criminosos

O delegado titular da Delegacia de Estelionatos da PCPR em Curitiba, Emmanoel David, conta que a cartilha é uma ferramenta essencial para capacitar a comunidade.

“Com o documento, o cidadão pode reconhecer e evitar armadilhas financeiras e criminosas. Ao fornecer informações claras e práticas, estamos capacitando as pessoas a protegerem a si mesmas e as suas famílias, promovendo assim um ambiente mais seguro e protegido para todos”, conclui.

GOLPES- A cartilha trata de golpes clássicos como o “Golpe do Bilhete Premiado” que é quando uma vítima é abordada em via pública, o estelionatário se passa por uma pessoa humilde e fala que possui um bilhete premiado, posteriormente os golpistas convencem a vítima a transferir valores, entregar cartões e outros itens financeiros para o falso vencedor como garantia para o recebimento do prêmio.

Mas também contém informações sobre novos golpes eletrônicos. Estes tipos de ações criminosas envolvem principalmente as redes sociais, como por exemplo o “Golpe dos Nudes”, quando o criminoso entra em contato com a vítima que muitas vezes finge ser uma jovem mulher.

Após troca de mensagens envia fotos íntimas e, em seguida, um suposto parente ou falsa autoridade policial entra em contato dizendo que a jovem era, na verdade, menor de idade.

Os golpistas passam a encaminhar mensagens cobrando valores para que as vítimas não sejam expostas ou acusadas de terem cometido o suposto crime.

ORIENTAÇÕES- A principal dica da PCPR é desconfiar e ficar sempre em alerta, principalmente quando alguém fizer uma abordagem oferecendo dinheiro.

Caso se veja vítima de qualquer tipo de golpe, imediatamente registre o boletim de ocorrência (B.O).

No Estado do Paraná o B.O pode ser feito de forma online, através do site da PCPR, ou na delegacia mais próxima.

Polícia Civil

Deixe seu comentário
Compartilhe
error: Conteúdo protegido!!