21/05/2024

Sertanopolis News

Nada além da verdade!

Operação VIA PLUMBI: Receita Federal, PF, Ibama e MPF desarticulam grupo especializado no contrabando de baterias vindas do Paraguai

2 min de leitura

A Receita Federal, em operação conjunta com a Polícia Federal, com o Ibama e com o Ministério Público Federal, deflagrou, nesta quarta-feira (07), a Operação “VIA PLUMBI”, com o objetivo de desarticular grupo criminoso especializado na introdução e comercialização de baterias contrabandeadas do Paraguai para o Brasil.

De acordo com as investigações, toneladas de baterias automotivas, utilizadas no Paraguai, foram enviadas ao Brasil de forma irregular, sem os cuidados necessários para garantir a segurança do transporte e, ainda, com a utilização de documentos ideologicamente falsos, para que fossem recicladas e revendidas em território brasileiro.

Cabe destacar que o Brasil é signatário da “Convenção de Basiléia”, um tratado ambiental internacional que estabelece o controle de movimentos transfronteiriços de resíduos perigosos e seu depósito, tendo como principal objetivo proteger a saúde das pessoas e o meio ambiente frente aos efeitos prejudiciais dos resíduos perigosos. Ainda sobre a legislação brasileira, a Lei n° 12.305, de 02 de agosto de 2010, estabeleceu a Política Nacional de Resíduos Sólidos e, entre outras inovações, a proibição de importação de resíduos definidos como “outros resíduos”.

Foi identificada uma cadeia de fornecimento de mercadorias irregulares que conta com a utilização de interpostas pessoas físicas e jurídicas as quais, na maioria das vezes, não possuem lastro fiscal/financeiro para negociarem valores vultosos em mercadorias e movimentarem montantes milionários em suas contas bancárias. Essas pessoas são substituídas com frequência em razão de serem identificadas pelo Fisco. Porém, seu curto tempo de existência é suficiente para que causem um grande prejuízo ao não recolherem os tributos devidos.

Foram expedidos, pela 3ª Vara Federal de Campo Grande, 19 mandados de busca e apreensão a serem cumpridos nas cidades de Suzano/SP, Carapicuíba/SP, Foz do Iguaçu/PR, Tamarana/PR, Londrina/PR, Maringá/PR e Campo Grande/MS. Participam da operação 13 auditores-fiscais e 15 analistas-tributários da Receita Federal, 55 policiais federais e servidores do IBAMA.

Informações/ Receita Federal

Deixe seu comentário
Compartilhe
error: Conteúdo protegido!!