27/05/2024

Sertanopolis News

Nada além da verdade!

Homem que matou a ex-esposa na frente da filha de 12 anos no dia 2 de janeiro em Marialva é denunciado pelo Ministério Público do Paraná por homicídio qualificado

2 min de leitura

O Ministério Público do Paraná denunciou nesta segunda-feira, 15 de janeiro, por homicídio qualificado, o homem que matou a ex-esposa com golpes de arma branca (supostamente uma faca) no dia 2 de janeiro deste ano, em Marialva, no Norte do estado. O crime foi cometido na frente da filha do casal, uma adolescente de 12 anos, que também foi vítima. De acordo com as apurações sobre o caso, o denunciado, um policial aposentado de 56 anos de idade, chegou na residência da ex-esposa e, após discutir com ela, desferiu, pelo menos, 13 golpes de arma branca, causando sua morte.

A motivação para o crime teria sido a não aceitação do fim do relacionamento que mantinham. A filha do casal, que presenciou a cena e também foi alvo de tentativa de homicídio por parte do próprio pai, somente não morreu porque conseguiu fugir do local e esconder-se em outro imóvel. Além da adolescente que presenciou o ocorrido, a vítima também deixa outra filha de 17 anos.

Pelos fatos, a 1ª Promotoria de Justiça de Marialva sustentou a ocorrência de quatro qualificadoras para o crime de homicídio – feminicídio, uso de meio cruel, recurso que dificultou a defesa da vítima e motivo fútil – e duas causas de aumento de pena: o fato de o crime ter sido praticando na presença da filha do casal e pelo descumprimento de medida protetiva que a vítima mantinha contra o autor. No caso da tentativa de homicídio, praticada contra a filha adolescente, foi apontada a qualificadora de ser cometida contra menor de 14 anos e com causa de aumento de pena por ser a vítima a própria filha.

Processo número: 0000002-61.2024.8.16.0113.

Informações/ MPPR

Deixe seu comentário
Compartilhe
error: Conteúdo protegido!!