15/04/2024

Sertanopolis News

Nada além da verdade!

Governo convoca paranaenses para expandir cobertura vacinal

3 min read

Em consonância com o esforço contínuo para expandir a adesão à cobertura vacinal no Paraná, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde (Sesa), reforça a importância da imunização como ferramenta mais eficaz para prevenir doenças infecciosas. Para isso, tem investido em uma ampla estrutura de vacinação, disponibilizando gratuitamente vacinas seguras, tanto para crianças e adolescentes quanto para gestantes, adultos e idosos.

“As vacinas são ferramenta indispensável para a proteção da saúde individual e coletiva, desempenhando um papel crucial na redução da transmissão do vírus e na prevenção de quadros mais graves de doenças”, afirma o secretário da Saúde, Beto Preto. “Vacinar é um ato de amor e solidariedade e, sob a recomendação do governador Ratinho Junior, temos intensificado estas ações”.

Parte dos resultados destes esforços já pode ser notada em algumas vacinas de rotina que atingiram maior adesão neste ano. A BCG, que protege crianças menores de dois anos contra tuberculose, é um destes exemplos, tendo alcançado uma cobertura de 95,01%, índice superior aos últimos quatro anos. Também a tríplice viral, aplicada para a prevenção do sarampo, caxumba e rubéola, alcançou este ano 96,64%, um crescimento de mais de 5% se comparado a 2022 (89,59%).

No domingo (16), o Governo do Estado lançou uma campanha midiática para seguir incentivando a vacinação. Vale ressaltar que a imunização é um direito do cidadão, crucial não apenas para proteger os indivíduos vacinados, mas também para interromper a circulação de agentes infecciosos na comunidade.

COVID-19 – Dentre as principais vacinas disponibilizadas, a baixa procura pela dose bivalente da Covid-19 tem sido motivo de atenção por parte da Sesa. Até o momento, foram aplicadas 1.478.470 vacinas, compilando uma cobertura de apenas 15,19% da população.

“Desde a distribuição das primeiras vacinas durante a pandemia, temos destacado a importância de manter a caderneta de vacinação atualizada. A bivalente representa uma característica única, pois protege contra a cepa original do vírus Sars-CoV-2 e também das variantes da Ômicron. Por isso, reforçamos nosso apelo para que todos compareçam ao local de vacinação e garantam sua proteção”, afirma Beto Preto.

VACINAS DA VIDA – O Sistema Único de Saúde do Paraná disponibiliza 19 vacinas para diversos ciclos da vida. Na infância, a criança deve receber 13 delas até completar 10 anos, incluindo segundas e terceiras doses e os reforços. Entre elas estão a BCG, hepatite B, hepatite A, meningite C, tríplice viral, varicela, DT (difteria e tétano), dTpa (tríplice bacteriana), DTP (difteria, tétano e coqueluche), pneumocócica 10, VOP e VIP (poliomielite), HPV, rotavírus, pentavalente e febre amarela. Todas são disponibilizadas nas unidades de saúde do Paraná.

Já na adolescência, a imunização é caracterizada pela continuidade. Também são referentes a este período as vacinas de HPV, meningocócica ACWY, a hepatite B, DT e a tríplice viral. Acima de 18 anos, seis outras vacinas passam a ser recomendadas, de acordo com a situação vacinal anterior, incluindo os idosos. Elas são reforços que auxiliam a manter o organismo imune. Dentre elas estão a da hepatite B, febre amarela, tríplice viral, dupla adulto, Influenza e Covid-19.

É possível conferir mais informações acessando o calendário de vacinação do Paraná.

Deixe seu comentário
Compartilhe
error: Conteúdo protegido!!