18/05/2024

Sertanopolis News

Nada além da verdade!

Atraso do plantio aumenta desafios ambientais da cana-de-açúcar na safra 2024/2025

3 min de leitura

Fornecimento de nutrientes no momento ideal do cultivo é essencial para que plantas jovens enfrentem bem o período de temperaturas mais amenas, alerta gerente técnico da BRQ Brasilquímica 

Ter chuva é bom para a agricultura, mas em excesso é motivo de preocupação. O elevado índice de precipitação que fechou o primeiro trimestre (e o verão) impactou a produção agrícola e foi responsável por atraso no plantio da cana-de-açúcar para a safra 2024/2025. Esse desafio climático pode se refletir em diminuição da produtividade, avalia o engenheiro agrônomo Bernardo Borges, gerente técnico da BRQ Brasilquímica.

“O impacto das fortes chuvas de janeiro a março vai além da possível redução na rentabilidade do agricultor, podendo se estender aos setores de energia, álcool e açúcar”, comenta o especialista, que é pós-doutor em agronomia pela Universidade de Edimburgo (Escócia). “Com o atraso do plantio, teremos cana jovem enfrentando clima adverso. Sem o tempo úmido e mais ameno do outono, a predominância do período de desenvolvimento vegetal passará pelo inverno, com temperaturas mais baixas e mais clima seco.”

Enquanto o clima do primeiro trimestre do ano favorece o desenvolvimento rápido da cana, de abril e agosto – ou seja, do outono até o período mais crítico do inverno – as características climáticas retardam o desenvolvimento vegetal, constata a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Por isso, em um ciclo agrícola, atrasos consideráveis na etapa de cultivo podem significar menos plantas prontas para o corte na época de colheita. Assim, fortalecer raízes, reduzir o estresse e estimular o crescimento tornam-se fundamentais.

“Para auxiliar no enfrentamento desses desafios, a BRQ Brasilquímica desenvolve soluções de alta eficiência para os agricultores. Contamos com o enraizador e condicionador de solo Organik, composto de leonardita, matéria-prima sustentável, rica em ácido húmico e extraída de depósitos orgânicos naturais. Temos ainda Fertitop, fonte de aminoácido que favorece o estímulo vegetativo para que a cana resista melhor ao período de inverno”, destaca o engenheiro agrônomo.

Durante o outono, de acordo com o gerente técnico Bernardo Borges, faz diferença o manejo pré-seca, com foco específico no estresse oxidativo. ”Qualymix Ultra, fertilizante na forma de sais com alta solubilidade, suplementa zinco, manganês, potássio e molibdênio, entre outros nutrientes, para o necessário suporte nutricional à cana. O objetivo é que as plantas enfrentem a desidratação e sejam resilientes diante de temperaturas adversas”, complementa. ”A BRQ Brasilquímica conta com um portfólio completo para alavancar a produtividade e a qualidade da cana.”

Produção em alta

Com o atraso no plantio, consultorias estimam que pode haver redução da colheita de cana na safra 2024/2025, resultado que reverteria a sequência de aumento da produção. Relatório da Conab divulgado em 18 de abril apontou aumento de 17% na safra 2023/2024 ante o ciclo 2022/2023, atingindo 713 milhões de toneladas – maior volume histórico.

Sobre a BRQ Brasilquímica

A BRQ Brasilquímica é uma empresa brasileira especializada na produção insumos para a agricultura, visando a nutrição de plantas. Fundada em 1995 e com sede em Batatais (SP), desenvolve e comercializa soluções inovadoras, contribuindo para a geração de valor ao agronegócio por meio de produtos de alta qualidade e resultados de grande performance, com a missão de possibilitar aos produtores rurais ganhos de rentabilidade por área. Seu portfólio inclui adjuvantes, inoculantes, controle biológico, fertilizantes foliares, fertilizantes organominerais e sais para a agricultura e pecuária. Com moderna infraestrutura industrial e laboratorial, prima pelo rigoroso controle de qualidade das matérias-primas até o produto final. Sua equipe capacitada, com cerca de 160 profissionais, garante a excelência dos negócios e a satisfação dos clientes. Para mais informações, acesse www.brasilquimica.com.br.

Rafael Iglesias

Texto Comunicação Corporativa

Deixe seu comentário
Compartilhe
error: Conteúdo protegido!!