Casal denunciado pelo MPPR em Londrina a partir da Operação Irmandade é condenado a mais de 10 anos de prisão por tráfico de drogas

Em Londrina, Norte-Central do estado, a Justiça determinou nova condenação a casal denunciado pelo Ministério Público do Paraná, por meio da 16ª Promotoria de Justiça da comarca, por tráfico de drogas e associação para o tráfico, a partir da Operação Irmandade. Deflagrada em fevereiro pelo MPPR, com apoio da Polícia Militar, a investigação teve como alvo organização criminosa que atua em vários estados do país a partir de estabelecimentos prisionais.

O réu agora foi sentenciado a 10 anos e 3 meses de reclusão e a ré a 11 anos de reclusão – eles foram identificados como responsáveis pelo controle do tráfico de entorpecentes na região Norte de Londrina. Como já haviam sido condenados anteriormente, as penas, somadas, chegam a 20 anos para ele e 20 anos e 9 meses para ela – ambos em regime fechado. Os dois haviam sido denunciados anteriormente no âmbito da Operação Sicário, promovida em julho de 2019, também pelo MPPR com suporte da PM.

Autos nº 0022119-28.2019.8.16.0014

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Alunos Sertanopolenses de altas habilidades e superdotação desenvolvem aplicativo inovador de estudo dos astros

qui out 22 , 2020
Estudar o espaço está ficando cada vez mais fácil. Estudantes da Sala de Recursos do Colégio Estadual Monteiro Lobato, em Sertanópolis, estão desenvolvendo um aplicativo que ajuda o aluno a estudar o universo e os astros – é o Astro Quiz. Leandro Nunes está no terceiro ano do Ensino Médio […]

Tags